Tiago Amastha Andrino: “O prefeito será eu” (Foto: Assessoria)

Da Redação

Com o sobrenome do ex-prefeito Carlos Amastha incorporado ao seu nome;  ex-prefeito contracenando com ele na campanha eleitoral no rádio e na TV e citado 31 uma vezes no seu plano de governo, o candidato do PSB a prefeitura de Palmas, Tiago Amastha Andrino, foi questionado pelo jornalista Antônio Oliveira se isto não seria uma evidência de que, se eleito, Andrino  teria independência para governar, sendo o ex-prefeito o “dono das cartas”.

“Muito obrigado por sua pergunta, preciso responder. Amastha tem um legado político nestes mais de 30 anos de Palmas, fez uma boa administração, porém não será ele o administrador”, respondeu o candidato.

Amastha Andrino foi mais um candidato a prefeito de Palmas entrevistado, no início desta tarde, de quarta-feira,14,  pela série de entrevistas da Cerrado Comunicação e Rádio Capital FM.

Em meio a pesadas críticas a atual prefeita e candidata a reeleição, Cinthia Ribeiro (PSDB), inclusive acusando-a de traição, Tiago Amastha Andrino falou sobre os seis eixos da sua plataforma de governo; garantiu a revitalização das UPAs e de uma unidade médica do município que funcionava como hospital municipal; impor regras a concessionárias de serviços públicos como empresas de transporte coletivo urbano e de distribuição de água tratada e tratamento de esgoto; geração de empregos e renda, tendo o Turismo, a Educação, a Saúde e o agronegócio como fontes geradoras de riquezas econômicas e sociais; integração inter praias e praias/Serra do Taquaruçú; defendeu a permanência do Paço Municipal em luxuoso prédio localizado na Avenida JK, “que já proporcional uma economia de mais de R$ 400 mil reais para  o município”, mas prometeu um projeto de construção de um centro administrativo.

O candidato defendeu também o conceito de “co-prefeita”, garantindo que, se eleito, vai governar em parceria com sua vice, a ex-prefeita Nilmar Ruiz.