O Professor Bazzoli concede entrevista ao jornalista Antônio Oliveira (Foto: Gil Modesto/Capital FM)

Da Redação

O candidato do PSOL a prefeitura de Palmas, Professor  Bazzoli, criticou, nesta segunda-feira, 12, o processo de ocupação do Plano Diretor da cidade e a expansão urbana, respectivamente de fora para dentro e de forma irregular. Conforme ele, “este tipo de ocupação fez da capital a cidade de maior custo social do Brasil”. Ele prometeu, caso seja eleito, rever este processo, que também, continuou ele, dificulta  a mobilidade urbana. , “Temos que mudar, definitivamente. esse modelo e pensar num transporte coletivo metropolitano com acesso universal – passe livre -, e não deixar a conta exclusivamente para o usuário”.

Bazzoli foi o quarto entrevistado da série de entrevistas com candidatos a prefeito de Palmas, uma realização da Cerrado Comunicação e da Rádio Capital FM/97.9.

Ele criticou a forma pela qual a atual gestão municipal vem administrando a pandemia do novo Coronavírus no município. Conforme ele, não era o momento da prefeita e candidata a reeleição Cinthia Ribeiro (PSDB) flexibilizar a quarentena e suas restrições. “Ela, inclusive, com outros candidatos, estão promovendo aglomerações, colocando em risco a saúde de populares”.

Bazzoli,  que se ancora na sua carreira acadêmica e de serviços prestados a cidade, na área de projetos, pesquisas e consultorias, como credencias para pleitear a prefeitura da Capital,  foi questionado também sobre, entre outros assuntos, “capital e trabalho”, “academia e sociedade”, “geração de empregos e renda”, “Saúde e crise sanitária e econômica em conseqüência da pandemia”; “Educação” e “Cultura”.