Da Redação*

A prefeitura de Barreiras, no oeste da Bahia, por meio da Secretaria de Infraestrutura, recuperou duas pontes na região do Rio Branco. Na última semana foi liberado o acesso da ponte que liga a comunidade de Riacho do Corrente, totalmente refeita. Com 22 metros de extensão, em 15 dias, a obra contou com a substituição de todo o madeiramento e a estrutura, além de colocação de corrimão em cabo de aço.

Conforme a prefeitura, a cerca de 12 quilômetros de distância, uma outra ponte, que dá acesso a comunidade de Riacho D’Água, também acaba de ser liberada para o uso. A estrutura, que possui 10 metros de extensão, passou por reforma e recebeu a troca de tábuas, rolamentos, grampos e instalação de corrimão em cabo de aço. Agora, os ônibus escolares, ônibus de linha e os veículos podem transitar sem riscos. A requalificação das duas pontes foi comemorada pelos moradores e pelo vereador Otoniel Teixeira, que acompanhou as obras fiscalizando desde o início.

O escoamento da produção e a segurança das pessoas (Foto: dircom/Barreiras)
O escoamento da produção e a segurança das pessoas (Foto: dircom/Barreiras)

– Da mesma forma que nos empenhamos na transformação da infraestrutura da cidade, cuidamos também do homem do campo. Por isso, através do Programa Vale Produtivo, estamos dando todo suporte para que o agricultor familiar produza melhor, com cessão de patrulha mecanizada, distribuição de calcário e apoio técnico, mas cuidar das estradas e garantir o acesso às comunidades com a reforma e reconstrução de pontes é fundamental – disse o prefeito Zito Barbosa.

Ele diz ainda que sente muito feliz em entregar mais duas pontes totalmente reconstruídas na região do Rio Branco, garantindo assim o escoamento da produção e a segurança das pessoas, especialmente das nossas crianças que usam essas estradas no transporte escolar.

De acordo com o secretário de Infraestrutura do município, João Sá Teles, uma das estratégias da Prefeitura de Barreiras para otimizar o uso dos recursos públicos, é a reutilização de material reaproveitável, a exemplo da antiga ponte sobre o Rio de Ondas que foi desmontada após a construção da nova ponte de concreto.

Região produtora

Cerca de três mil moradores, distribuídos em 25 povoados, têm, na estrada do Rio Branco, zona rural de Barreiras, a principal via de acesso e de escoamento da produção agrícola. Naquela região, onde a atividade predominante é a agricultura familiar, com o cultivo da mandioca como principal item, seguida pelo feijão verde e milho, uma série de pequenas pontes interligam as comunidades à estrada principal, unindo pessoas a lugares.

*Fonte: Dircom/Barreiras, com edição de Cerrado Rural Agronegócios