*Da Redação

A pecuarista e socióloga Teresa Vendramini é a nova presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB). Ela foi eleita nesta segunda-feira, 10 de fevereiro,  pelo Conselho Superior da entidade. Ela ficará à frente da entidade em mandato de três anos, até o início de 2022, sucedendo Marcelo Vieira, que assumiu o posto em 2017.

(Foto: Assessoria)

Diretora do departamento de Pecuária, na gestão de Vieira, Teresa Vendramini integra a terceira geração de uma família que há 80 anos acumula vínculo com o agronegócio.

Natural de Adamantina, no interior de São Paulo, gerencia atualmente propriedades rurais em Flórida Paulista (SP) e no Mato Grosso do Sul, onde prioriza técnicas de melhoramento genético, qualidade de pastagem, sanidade, preservação ambiental e bem-estar animal.

A empresária notabilizou-se como uma das principais referências femininas do agronegócio no Brasil. Nos três anos como diretora de Pecuária da SRB, promoveu debates, palestras e workshops para capacitação de pecuaristas em todas as regiões do País. Nesses encontros, tratou sobre o papel do produtor para o avanço do setor e o desenvolvimento de novas tecnologias, gestão dos negócios dentro de campo, negócios e sustentabilidade.

– Fui até agricultores, dos mais simples aos mais tecnificados, conhecer na prática suas reivindicações e os principais desafios – diz Teresa.

– Essa aproximação é hoje meu diferencial para ajudar no desenvolvimento do agro brasileiro –  declara a nova presidente da SRB.

Em 2018, foi homenageada na celebração de 45 anos da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) pelos serviços prestados em prol da pesquisa e do desenvolvimento tecnológico do agronegócio nacional. Na ocasião, foi apresentada como “representante do agro que o Brasil precisa: arrojado, ousado, bem informado e realizador”.

Sua gestão à frente do departamento foi marcada por episódios em defesa dos interesses dos pecuaristas. Mobilizou produtores rurais na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) contra a suspensão do embarque de animais vivos, liderou os debates sobre o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa, e participou de discussões na OIE (Organização Mundial da Saúde Animal) e na FARM (Federação das Associações Rurais do Mercosul).

Teresa Vendramini, comandará a entidade em parceria com os vice-presidentes Pedro de Camargo Neto, Francisco de Godoy Bueno e Sérgio Bortolozzo. O Conselho também elegeu para a diretoria executiva: Bento Mineiro, Simone Tanuss, Azael Neto, Renato Diniz Junqueira, Marcelo Schunn Junqueira e Marcus Falleiros.

Sobre a SRB

Fundada em 1919, a Sociedade Rural Brasileira trabalha há quase um século com políticas públicas e iniciativas voltadas para o desenvolvimento da cadeia produtiva do agronegócio brasileiro. Formada em sua origem por produtores rurais dotados da convicção de modernizar constantemente o setor, seja pelo melhoramento tecnológico, pelo ambiente regulatório e pelo aumento da produtividade, a SRB insere-se em pleno século XXI como uma plataforma de intermediação entre os diversos elos dessa cadeia produtiva. Solucionar conflitos, gerar consensos e encontrar soluções são os conceitos-chaves para que o agro brasileiro continue sendo cada vez mais eficiente, competitivo e sustentável.

*Fonte: Ascom/SRB